Um Profundo Sentimento

Por Maria Gabrielle Masselli

Nefelibatas são aqueles que vivem nas nuvens, donos de mentes aéreas, imaginativas. Perdem-se em sonhos, ainda que acordados, entregam-se às suas fantasias, utilizam essa forma de escapismo, evasão, vivem em um mundo próprio.

sábado, 12 de março de 2011

17



Desespero poderá servir como um pronome junto com o adjectivo 'angústia' no qual estou carregando por dias dentro de meu peito, atrás de meu sorriso e a beira de meus olhos, que às vezes saltam e escapam as lágrimas, essas mesmos que o nome felicidade habita todos os dias, mais o desespero tomou conta, e a angustia veio perambular. A dor de sentir seus sentimentos mudarem ou a dor de amar seu amor amargando. A dor de achar tudo isso e isso tudo for mais algumas lágrimas negativas que não existem. estão apenas ocupando o lugar de alguém. Continuo aqui onde sempre estive e sempre estarei, por mais que ás vezes achamos que não damos conta ou que as diferenças são drásticas, dia ou noite iríamos ver que estávamos errados, e que nossa diferença não prejudicou, por acharmos o erro e corrermos atrás da mal feita escolha que só nos faz acolher a angústia por anos. Não existe acordo com passado, presente e futuro, temos que viver um dia de cada vez para não engolirmos uma semana em um dia e isso causar problemas de um ano. Digo por que temer ao passado se o futuro é que está por vir? Sentir dores de quando estava sozinho ou de quando a outra vida ainda estava jogando, sem acordos. Temos que pensar no futuro, no jogo que está na mesa e em vencê-lo. Pois o que queremos está aqui e não no passado, o que temos pra vencer ainda está pra chegar e não em dias que já se foram. Por isso eu repito pense em mim agora, no presente e me deixe ficar nos teus braços amanhã, no futuro. Nossas escolhas não vivem no passado, vivem aqui e agora para criarmos o futuro e minha escolha agora é ficar com você mais um pouco e quando nosso dia chegar desejo mais um pouco de vida e diferença para vermos que estávamos errados e que o futuro nos pertence. E se penso diferente sem você isso é só mais uma diferença, mais como eu disse, isso não está acontecendo e não temer também ao futuro para que ele se crie em como queremos e vivemos. Por tudo isso o desespero tomou conta, então lhe peço de joelhos e com o coração nas mãos, se segure em mim e não se solte, temos uma vida inteira e ela respira hoje.

2 comentários:

  1. Olá amiga querida!
    Passando para lhe desejar uma semana iluminada!
    Beijos meus

    ResponderExcluir